Reconter

10 mg

Reconter 10 mg é um antidepressivo feito à base de Escitalopram. Encontrado em comprimidos, ele é indicado para casos de prevenção e tratamento da depressão, síndrome do pânico, ansiedade e transtorno obsessivo compulsivo.

Bula

Composição: 

Cada comprimido revestido de Reconter contém 12,7 mg de oxalato de escitalopram (equivalente a 10 g de escitalopram base); 19,16 mg de oxalato de escitalopram (equivalente a 15 mg de escitalopram base); ou 25,54 mg de oxalato de escitalopram (equivalente a 20 mg de escitalopram base).

Excipientes: povidona, lactose monoidratada, celulose microcristalina, croscarmelose sódica, estearato de magnésio, hipromelose e macrogol.

Indicações:

  • Tratamento e prevenção da recaída ou recorrência da depressão;
  • Tratamento do transtorno do pânico, com ou sem agorafobia;
  • Tratamento do transtorno de ansiedade generalizada (TAG);
  • Tratamento do transtorno de ansiedade social (fobia social);
  • Tratamento do transtono obsessivo compulsivo (TOC).

Mecanismo de ação: Reconter é um medicamento da classe dos inibidores seletivos da recaptação de serotonina (ISRS), que é uma classe do grupo dos antidepressivos. Age no cérebro corrigindo concentrações inadequadas de neurotransmissores, especialmente a serotonina. Pode demorar cerca de duas semanas até começarem as melhoras.

Interações medicamentosas:

  • Inibidores não-seletivos da monoaminoxidase (IMAO) que contenham fenelzina, iproniazida, isocarboxazida, nialamida, tranilcipromina como ingredentes ativos;
  • Inibidores seletivos da MAO-A, reversíves, que contenham moclonemida;
  • Inibidores irreversívesi da MAO-B, que contenham selegilina;
  • O antibiótico linezolida;
  • Lítio e triptofano;
  • Sumatriptano e similares e tramadol;
  • Cimetidina, lansoprazol e omeprazol;
  • Fluvoxamina e ticlopidina;
  • Erva de São João;
  • Ácido acetilsalicílico e anti-inflamatórios não esteroidais;
  • Mefloquina, bupropiona e tramadol;
  • Neurolépticos e antidepressivos;
  • Imipramina e desipramina;
  • Flecainida, propafenona e metoprolol;
  • Clomipramina e nortriptilina;
  • Risperidona, tioridazina e haloperidol.

Reconter não interage com alimentos ou bebidas. Reconter não potencializa os efeitos do álcool. Apesar de não haver interação, recomenda-se não ingerir álcool durante o tratamento.

Como usar:

Administrar via oral, uma única vez ao dia. Os comprimidos podem ser tomados em qualquer momento do dia, com ou sem alimentos. Preferencialmente, tome sempre no mesmo horário, com água e sem mastigar.

Posologia:

  • Para o tratamento e prevenção da recaída ou recorrência da depressão: 10 mg ao dia. Dependendo da resposta, pode ser aumentada até o máximo de 20 mg ao dia. Depois da remissão dos sintomas, o tratamento deve ser mantido por pelo menos 6 meses;
  • Para o tratamento do transtorno do pânico: dose inicial de 5 mg ao dia na primeira semana, seguida para 10 mg ao dia. Pode ser aumentada até um máximo de 20 mg diários. A melhora total é atingida após 3 meses, aproximadamente;
  • Para o tratamento do transtorno de ansiedade generalizada: dose inicial de 10 mg ao dia, podendo ser aumentada até o máximo de 20 mg. É recomendado o tratamento por, no mínimo, 3 meses;
  • Para o tratamento do transtorno de ansiedade social: dose de 10 mg ao dia, que pode ser diminuída par 5 ou aumentada até 20 mg ao dia. Tratamento por 3 meses é necessário para a consolidação da resposta;
  • Para o tratamento do transtorno obsessivo compulsivo (TOC): a dose inicial usual é de 10 mg ao dia. A dose poderá ser aumentada até um máximo de 20 mg ao dia. Como o TOC é uma doença crônica, você deve ser tratado por um período suficiente até estar livre dos sintomas.

Gotas

caixa e embalagem de reconter em gotas

Reconter em gotas contem 20 mg de escitalopram base. Tem as mesmas indicações do medicamento em comprimidos.

Deve ser administrado via oral, uma vez ao dia. Para melhores resultados, tome todos os dias na mesma hora. A solução não deve ser vertida do frasco diretamente na boca: dilua as gotas em água, suco de laranja ou suco de maçã.

Reconter Engorda?

fórmula química de escitalopram

Sim, em alguns casos pode acontecer o ganho de peso. É um dos efeitos colaterais, acontecendo em 1 a 10% dos consumidores. Também pode ocorrer o aumento do apetite, refletido em um maior consumo de alimentos e, consequentemente, no aumento do peso.

Devido aos seus efeitos colaterais, Reconter também pode deixar o paciente mais inativo, impedindo-o de praticar atividades físicas com frequência. Se ganhar peso é um problema para você, converse com o seu médico e encontrem, juntos, uma solução para essa situação.

Efeitos Colaterais

três embalagens de medicamentos antidepressivos

Os efeitos colaterais de Reconter costumam ser amenos e desaparecerem espontaneamente durante o tratamento. Procure um médico se apresentar algum dos sintomas listados abaixo de forma recorrente:

  1. Reações muito comuns (ocorrem em mais de 10% dos casos): náusea e dor de cabeça;
  2. Reações comuns (ocorrem entre 1% e 10% dos casos): nariz entupido ou com coriza, aumento ou diinuição do apetite, ansiedade, inquietude, sonhos anormais, dificuldades para dormir, sonolência diurna, tonturas, bocejos, tremores, sensação de agulhadas na pele, diarreia, constipação, vômitos, boca seca, aumento do suor, dores musculares e nas articulações, distúrbios sexuais (retrdo ejaculatório, dificuldades de ereção, diminuição do desejo sexual e dificuldade para chegar ao orgasmo), cansaço, febre, aumento do peso;
  3. Reações incomuns (ocorrem entre 0,1% e 1% dos casos): sangramentos inesperados, urticária, eczemas, coceira, ranger de dentes, agitação, nervosismo, ataque de pânico, estado confusional, alterações no sono, alterações no paladar e desmaio, pupilas aumentadas (midríase), distúrbios visuais, barulhos nos ouvidos, perda de cabelo, sangramento vaginal, diminuição de peso, aceleração dos batimentos cardíacos, inchaços nos braços ou pernas, sangramento nasal;
  4. Reações raras (ocorrem entre 0,01% e 0,1% dos pacientes): se você sentir inchaço na pele, língua, lábios ou face, ou apresentar dificuldades para respirar ou engolir (reação alérgica), contate o seu médico ou vá diretamente para um hospital com serviço de emergência. Se você apresentar febre alta, agitação, confusão, espasmos e contrações abruptas dos músculos, esses podem ser sinais de uma condição rara denominada síndrome serotoninérgica. Se você se sentir assim, contate o seu médico imediatamente. Agressividade, despersonalização, alucinação e diminuição dos batimentos do coração.

Recomendados para você: