Glutamina

É comum que praticantes de atividades físicas façam a suplementação com alguns produtos para melhor desempenho e ganho de massa muscular. A quantidade de produtos que a indústria de suplementos nos oferece é gigantesca, entre eles está a Glutamina. Mas o que é a Glutamina? Será que ela realmente funciona? Quais serão seus benefícios? Iremos tirar essas e outras dúvidas ao longo deste artigo.

glutamina

O que é Glutamina?

A glutamina é um aminoácido não essencial, ou seja, nosso organismo produz através da isoleucina, valina e ácido glutâmico. A glutamina é o aminoácido livre mais abundante encontrado no tecido muscular. Porém, em situações em que ocorre o desiquilíbrio metabólico (traumas, infecções, queimaduras), em idosos em que a produção de glutamina diminui devido a um processo chamado sarcopenia (perda de massa e força na musculatura esquelética) ou com a prática de atividade física intensa, em que o nosso corpo aumenta a demanda de consumo da glutamina, nesses casos citados, pode ser necessário a suplementação desse aminoácido, que irá exercer um papel muito importante no corpo.

Para o que serve?

A glutamina tem diversas funções e benefícios para o nosso corpo. Entre as mais importantes estão:

  • Aumenta a função imunológica: Pessoas com imunidade baixa, idosos ou pessoas que fazem exercícios de alta intensidade (devido ao estresse que causam no corpo) são mais propensos a ter infecções. A glutamina age aumentando a defesa do sistema imunológico.
  • Combate os radicais livres: Através do glutamato ocorre um aumento ma produção de uma enzima chamada glutationa peroxidase, que combate contra os radicais livres que estão envolvidos na maior parte das doenças crônicas degenerativas como o câncer, Alzheimer, Diabetes mellitus, entre outras.
  • Impede o catabolismo de massa magra: Age impedindo que ocorra a destruição da massa magra, melhorando a condição da massa muscular.
  • Importante para atletas que fazem exercícios de alta intensidade: Além de diminuir a defesa do sistema imunológico, devido ao estresse que o impacto dos exercícios intensos causa, ele aumenta a produção de radicais livres, sendo necessária a suplementação de antioxidantes. A glutamina fornece o glutamato que irá aumentar a produção de antioxidantes.
  • Melhora o funcionamento do intestino: Ajuda no equilíbrio da flora intestinal, além de possuir ação reparadora e aumentar a capacidade de absorção do intestino.

Efeitos colaterais

Na maior parte dos estudos feitos com a glutamina, não há efeitos colaterais comprovados com o seu uso correto. Entretanto, alguns profissionais afirmam que quando utilizada por um longo período ou excessivamente, o organismo pode diminuir a produção da mesma. Também é citado que a glutamina em excesso pode alterar o transporte de aminoácidos e a diminuir a absorção no intestino e rins. Pessoas com problemas intestinais e renais não devem fazer o uso da glutamina. Pessoas com algum problema de saúde crônico, grávidas, crianças, idosos ou pessoas que fazem o uso de medicamentos diariamente, devem consultar seu médico para maiores orientações antes de iniciar o uso de qualquer suplemento. O uso sem indicação pode prejudicar sua saúde.

Como tomar?

A glutamina pode ser encontrada em produtos e suplementos, como o Whey Protein, ou pode ser vendida isoladamente, onde a sua concentração será bem maior. A dosagem recomendada é de 5 a 10 gramas por dia para atletas. Ela deve ser ingerida ao longo do dia em pequenas porções, juntamente com alguma refeição. Há muitas controvérsias sobre o melhor horário para se tomar a Glutamina, por isso o ideal é verificar a dosagem e o horário indicados pelo fabricante da marca do suplemento escolhido e pedir orientações para um especialista para melhores resultados.

Recomendados para você: