Dieta Paleolítica


Vou começar esse artigo de uma forma diferente. No lugar de introduzir o assunto, eu já vou dar logo um resumão da Dieta Paleo: Exclua todos os alimentos embutidos e industrializados da sua vida. É isso mesmo, a paleolítica prega a alimentação mais natural possível. Mas nós vamos explicar isso melhor neste artigo, continue acompanhando.

dieta paleolitica

Dieta Paleolítica

A dieta paleolítica está sendo adotada por várias pessoas que buscam emagrecer ou apenas cuidar da saúde. Essa dieta consiste em comer todas as comidas da forma que elas vieram ao mundo, ou o mais próximo disso possível. A base dessa alimentação são as verduras e legumes, seguidas da carne. Todos esses alimentos devem ser o mais fresco e natural possível, e quanto menos vestígios de ‘industria’, melhor. Ou seja, evitar todos os tipos de industrializados, pratos prontos, embutidos, frios, e afins.

A dieta paleolítica prega a alimentação do homem das cavernas. Ela propõe a alimentação de nossos ancestrais, ou seja, o cardápio dessa dieta permite comer “bixo e planta”. Essa alimentação foi moldada para o organismo humano a milhões de anos.

A dieta paleolítica foi criada com a ideia de que doenças comuns hoje, como obesidade, problemas do coração, distúrbios mentais e diabetes, são respostas do corpo à ingestão excessiva de alimentos processados, açúcares e carboidratos.

Por que a dieta paleolítica emagrece

A dieta paleolítica diminui o peso por causa da redução do consumo de carboidratos. Os carboidratos como arroz, massas e pães são digeridos no estômago rapidamente. Isso aumenta os níveis de glicose na corrente sanguínea e a glicose pode ser metabolizada e transformada em gordura, levando ao acúmulo no tecido adiposo.

Os carboidratos refinados são excluídos da dieta paleolítica, contribuindo para o emagrecimento. Essa dieta elimina completamente o consumo de alimentos industrializados, com glúten ou lactose, porque o consumo destes alimentos está associado ao ganho de peso.

Como funciona a dieta paleolítica

  • Carne à vontade – Na dieta paleolítica é permitido comer carne à vontade. A carne de todos os tipos de animais era a base da alimentação na era paleolítica. As carnes são fontes ricas em proteínas, que são macronutrientes de muita importância na alimentação. Ela faz parte da composição muscular e recuperação dos tecidos.A carne é um substrato para a formação dos hormônios, anticorpos, enzimas e outros agentes metabólicos. Nela podemos encontrar as maiores quantidades de aminoácidos essenciais, que são aqueles que não produzimos naturalmente.
  • Nada de massas e grãos – Como não existiam na era paleolítica, as massas e os grãos estão fora da dieta. As fontes de carboidratos da dieta paleolítica são as frutas, verduras e legumes.
  • Coma frutas e vegetais – Na dieta paleolítica é indicado ingerir à vontade frutas e vegetais, isso é bom, inclusive para equilibrar a ingestão de carnes. Tenha cuidado para não abusar.
  • Beba somente água – Na dieta paleolítica o único líquido que é permitido é a água. Somente esse líquido já é o suficiente para hidratar o organismo e o corpo.
  • Evitar alimentos industrializados – A grande maioria dos alimentos industrializados possuem carboidratos refinados como açúcar branco e farinha. Esses alimentos são proibidos porque são ingeridos rapidamente ocasionando o acúmulo de gorduras. Além disso, os alimentos industrializados possuem muito estabilizantes, conservantes e corantes que contaminam o corpo e podem causar alergias.
  • Fazer jejum de vez em quando – A dieta paleolítica incentiva o jejum.

Dieta paleo antes e depois:

A dieta paleo, assim como o jejum intermitente,  pode ser usada para perda de peso, ganho de massa magra, ou somente para manutenção da saúde e desintoxicação do corpo. A foto a seguir foram os resultados que eu obtive aliando Paleo, Low Carb e Jejum Intermitente. Para saber mais veja o post: Relatos – Jejum Intermitente.



Exclusivo: Esposa Emagrece 32 kilos e Surpreende Marido que Estava Há 2 Anos no Haiti → >CLIQUE AQUI<

Inscreva-se para receber dicas e informações no seu e-mail:

* indicates required

antes - depois - jejum intermitente

Se você perdeu ou ganhou peso com a Paleo e gostaria de aparecer aqui, envie sua foto para contato@jejumintermitente.net.br

Dieta paleolítica cardápio

Um dos pontos fortes da dieta paleo é o preço. Você vai visitar o mercado e não vai ficar andando gondola por gondola. Vai ter 2 objetivos: Hort-Frut (feirinha, seção de verduras, legumes e frutas) e Açougue. Isso mesmo, o mercado é todo planejado para você sair andando como um rato num labirinto, onde você é atraído pelos rótulos bonitos e chamativos de produtos abarrotados de sódio e outros componentes químicos.

Produtos naturais, paleolíticos e saudáveis normalmente nem tem rótulos. Você simplesmente pega, enfia num saquinho transparente, pesa e é isso. O cardápio da dieta paleo se resume a legumes, frutas, verduras, ovos e carnes. Isso não quer dizer que você nunca mais poderá comer um bolo. Você pode fazer com farinhas alternativas (de coco por exemplo). Alguns laticínios são amigáveis da dieta paleo, como a manteiga (M A N T E I G A, não margarina), leite fermentado e queijos curados.

  • Café da manha Paleo: Quem acompanha o mundo fitness, principalmente no instagram, com certeza já se deparou com uma omelete com bacon por aí. E é uma ótima opção de café da manhã paleo, experimente trocar o pão com margarina por uma omelete com bacon ou queijo, sacia muito mais, e de quebra aumenta a energia.
  • Almoço Paleolítico: Vai de Bixo e Planta que não tem erro, hehe.
    Um exemplo: Filé de frango grelhado com salada e legumes. São infinitas combinações.
  • Jantar da Dieta Paleo: Mesma coisa. Aliás, quando eu fiz essa dieta, café, almoço e janta não existiam mais para mim. As vezes eu comia uma pratada de bife com ovos, acompanhada de uma tigela de vegetais, e não comia mais nada no dia. Enfim, o cardápio é individual, consulte um profissional para que não faltem nutrientes na sua alimentação.

Paleolítica – Receitas:

Existem diversas receitas que por si só já são paleo, outras dão certo com um pouco de adaptação. Exemplo: Bolo de cenoura. Trocando a farinha e o açúcar por uma farinha de amêndoas, de coco, ou alguma amigável da dieta paleo, dá para fazer tranquilamente. Lembrando que a Dieta Paleo preza pelo costume a comer comidas naturais, portanto, tente se acostumar a fazer poucas receitas, a usar pouco adoçante nos alimentos.

Nós somos culturalmente adaptados ao doce. Tudo é doce, cheio de açucar, etc. Mas o seu paladar se acostuma com o doce natural dos alimentos. Um exemplo: Café. Muita gente toma café “melado”(com 80% de açucar), outras pessoas tomam café “preto”(puro). É costume.

Receitas tradicionais que podem ser usadas na dieta paleo:

Se você está em fase de emagrecimento e/ou low carb, substitua batata inglesa por batata doce, abóbora, etc. Alguns exemplos são:

  • Carne com batatas;
  • Escondidinho com carne seca;
  • Coxa de frango assada com batata;
  • Sopas em geral;
  • Hamburguer, kafta, almondegas (carne moída, cebola e usar ovo para dar liga)
  • Costela Recheada (atenção nos embutidos);

Ou seja, muitas refeições que nós já comemos no dia a dia podem ser continuadas ou adaptadas à paleo.

Você gostou do artigo? Ficou com alguma dúvida? Deixe nos comentários!

 

Exclusivo: Esposa Emagrece 32 kilos e Surpreende Marido que Estava Há 2 Anos no Haiti → >CLIQUE AQUI<