Creatina engorda?


 

Para começarmos com o assunto, é fundamental especificar o que é a creatina, para o que ela serve e como ela funciona.

O que é creatina?

A creatina é uma substância composta de três diferentes aminoácidos: Glicina, Arginina e Metionina. Essa substância é naturalmente produzida no fígado e no pâncreas, sendo encontrada em reduzidas proporções em carnes brancas, como o peixe e também em carnes vermelhas. Porém, essa quantidade encontrada nesses alimentos é muito pequena, para conseguirmos alcançar a necessidade diária de 5g de creatina, precisaríamos consumir 1 kg de carne. Daí a importância dessa suplementação.

creatina engorda

Como funciona a creatina?

Na contração muscular, a energia necessária para este movimento, chamada ATP, libera uma molécula de fosfato, que se torna outra substância chamada ADP. A ATP dura apenas 10 segundos no músculo, sendo necessária a produção de mais ATP para que a contração possa persistir. O fosfato de creatina ajuda dando sua molécula de fosfato para o ADP, recriando assim o ATP. Este ATP pode então ser queimado mais uma vez, sendo a força para mais contração muscular. Se não fosse a creatina seu corpo iria precisar utilizar a glicose, que gera como toxina o ácido lático, que gera uma sensação de dor e queimação na hora de um exercício intenso. Quando o ácido lático se acumula em grande quantidade, você não consegue mais se exercitar. Com a creatina na jogada você consegue prolongar a atividade física.



Exclusivo: Esposa Emagrece 32 kilos e Surpreende Marido que Estava Há 2 Anos no Haiti → >CLIQUE AQUI<




Então, para que serve a creatina?

Como a creatina fornece energia e permite o prolongamento das atividades físicas intensas, como a musculação, ela permite treinos mais intensos e duradouros, com menos intervalos e recuperação mais rápida. Isso tudo possibilita o aumento mais rápido de força e massa muscular, aumentando desempenho e resultado estético.

A creatina engorda ou não?

Como a gordura é energia e a creatina é fonte de energia, muitas pessoas deixam de consumir a creatina por medo de engordar, mas isso precisa ser bem explicado. Na verdade, muitas pessoas que já utilizaram creatina tiveram mais dificuldade em perder peso, mas essa percepção pode ter várias causas, não necessariamente sendo por causa da creatina. A creatina tem efeitos colaterais e um deles é a retenção de líquidos, pois ela atua nas mitocôndrias, organelas responsáveis por transformar glicose em energia na forma de ATP, o que corrobora com informações já passadas nesse artigo.

As mitocôndrias vão produzir a fotocreatina, que possibilita o aumento rápido de energia característico da creatina, porém, a mitocôndria também é responsável pelo equilíbrio hídrico no músculo, ou seja, que a quantidade de água no músculo não seja nem muito pequena nem muito grande, através da osmose. Quando a creatina atua na mitocôndria, as células aumentam o seu teor de água e se expandem. Esse efeito da creatina faz as pessoas incharem os músculos e o corpo, tendo a impressão que estão ganhando peso.

Esse ganho de água também ajuda a fazer os músculos crescerem mais rápido, mas se o atleta para de consumir a creatina, essa água vai diminuir e os músculos também, mas sem a perda de força nem de massa muscular. Isso faz as pessoas pensarem que, já que boa parte do efeito visível da creatina está relacionada com água, a sua atuação é apenas estética, não ajudando de verdade no ganho muscular, o que é um erro, pois a creatina proporciona muita energia na hora da musculação, que é o principal combustível para o ganho de massa muscular. Portanto, a creatina incha e retém líquido, mas não engorda e ajuda muito na hora da musculação, dando força, resistência e ganho de massa magra.

Exclusivo: Esposa Emagrece 32 kilos e Surpreende Marido que Estava Há 2 Anos no Haiti → >CLIQUE AQUI<